CIOs são apontados como protagonistas após a pandemia

A maior parte dos CIOs (90%) no Brasil definiram e implementaram uma estratégia abrangente para trabalho remoto e 40% relatam que poderiam executar seus negócios em um ambiente puramente virtual, segundo o CIO Study 2021 do Institute For Business Value (IBV).

De acordo com a pesquisa, a influência dos CIOs está crescendo à medida que a tecnologia se tornou essencial para as companhias pesquisadas durante a pandemia. Quando questionados sobre quem da sua equipe desempenhará o papel mais crucial para a sua organização nos próximos três anos, 57% dos presidentes pesquisados no Brasil indicaram o CIO como o protagonista.

Além disso, 85% dos entrevistados brasileiros afirmam que a sua equipe desempenhou um papel vital para a resposta da empresa à pandemia. esse índice é mais alto do que todos os outros líderes pesquisados na América Latina.

Para os entrevistados, a nuvem híbrida é a base fundamental para fluxos de trabalho inteligentes alimentados por IA. O número de CIOs pesquisados globalmente ​​relatando alta maturidade em suas operações de nuvem híbrida aumentou 700% em comparação com 2019.

No Brasil as áreas citadas como as que terão o maior impacto em tecnologia nos próximos três anos são: automação de processos, experimentação e descobertas baseadas em dados (40%); expansão do mercado e agilidade organizacional (37%); transformação da cadeia de abastecimento (35%).

Os CIOs brasileiros esperam investir nos próximos três anos em Internet das Coisas (60%), automação (55%), bem como 5G e inteligência artificial (52%). Muitos CIOs no Brasil também estão procurando usar a tecnologia para impulsionar o progresso em relação a temas como sustentabilidade: 32% dos executivos pesquisados ​​no país esperam que a tecnologia tenha um impacto significativo na sustentabilidade nos próximos três anos – uma das principais áreas de foco mencionadas.

Fonte: CIO