Artigo: Nuvem, a melhor aliada do CIO

Precisamos dessa aplicação para já! Queremos mais capacidade de dados para o final de semana! Temos urgência nas mudanças do software! Por que o sistema está tão lento?

Estes são questionamentos que se tornaram uma constante para os diretores de Tecnologia da Informação (Chief Information Officer ou CIO), que têm que lidar com diferentes cenários como a complicação na gestão da infraestrutura tecnológica, os ajustes relacionados à queda do orçamento e maiores demandas por parte das diferentes linhas do negócio.

Tendo em vista este cenário, é natural que se veja reduzida a sua margem de ação para impulsionar a transformação digital da organização e a inovação do seu modelo de negócio, produtos, serviços e relações com o cliente. Por isso, para retomar o seu papel como impulsionador da mudança, os CIOs estão mudando a sua visão e estratégias em relação à nuvem (Cloud).

Os diretores de TI estão cada vez mais conscientes de que a infraestrutura própria não é suficiente para responder com rapidez e com as melhores condições os requerimentos das diferentes áreas do negócio, considerando os investimentos que seriam necessários, a complexidade de sua integração e o aumento nos custos de manutenção da TI, entre outros fatores.

As soluções em nuvem foram colocadas como uma alternativa, que no princípio permitiu terceirizar processos não-críticos do negócio como o armazenamento, ferramentas de comunicação e colaboração, evoluindo até os sistemas mais críticos da infraestrutura, a fim de responder de forma mais rápida e eficiente às demandas de crescimento.

Com a implementação da nuvem e soluções empresariais como o ERP, CRM ou algumas de suas funcionalidades sob a modalidade de software como serviço ou sob demanda (SaaS), os CIO podem reduzir custos e aumentar a rapidez em seu funcionamento, ao contar com uma infraestrutura de TI adequada, segura, atualizada e flexível. Com isto, ao dispor de pessoal especializado no manuseio das diferentes aplicações, é possível aumentar a atribuição de recursos de TI de acordo com as necessidades das linhas de negócio a qualquer momento, atribuindo à área de sistemas um papel mais estratégico.

De acordo com as projeções da IDC, 55% da infraestrutura de TI será oferecida em nuvem no Brasil já em 2020. E, em nível regional, também é esperado que a metade das aplicações empresariais seja nativa da nuvem em todas as indústrias para o mesmo período.

Os CIOs sabem que a base de qualquer mudança na organização é a infraestrutura de TI, e por isso ela deve ser mantida integrada, conectada e escalável, antes e durante todo o processo de transformação digital.

Atualmente, um dos principais desafios do CIO é fazer a revisão e a seleção detalhada dos fornecedores de TI como parceiros estratégicos, para os quais possa delegar parte de sua carga operacional e que o acompanhe na determinação das bases para a inovação da Terceira Plataforma – com mobilidade, big data e analítica, redes sociais, entre outras tendências – que favoreçam o crescimento da organização.

Para responder a estas demandas, os diretores de sistemas devem contar com fornecedores de TI que os apoiem em:

· Melhorar a agilidade operacional da infraestrutura tecnológica.

· Habilitar o desenvolvimento / implementação de software para obter vantagens competitivas.

· Garantir a compatibilidade entre os recursos de gestão e infraestrutura, existentes e novos.

· Reduzir os custos da tecnologia.

· Ajudar a evoluir sua TI rumo a um modelo de serviço.

· Contar com práticas e tecnologias de analítica, IA, ML e DevOps, como parte de sua proposta de valor.

· Alinhar sua proposta de solução a iniciativas comerciais chaves para continuar permitindo a transformação empresarial.

A IDC espera que, nos próximos anos, mais empresas trabalhem em ambientes híbridos, em uma combinação de recursos próprios e em nuvem, para conseguir a agilidade e flexibilidade do negócio.

Com a integração da infraestrutura e soluções em nuvem, os CIOs têm espaço e recursos para analisar a informação gerada pela organização, inovar nos processos e apoiar na geração de novos produtos e serviços demandados pelas empresas e pelo mercado. Seus sistemas, soluções e aplicações de TI estão prontas para a mudança?

Fonte: Blog Oracle

Texto escrito por: Enrique Phun, Analista Sênior de Cloud computing para IDC Latin America, e Luciano Ramos, Gerente de Pesquisa de Software e Serviços de TI, IDC Brasil.

Sobre a G&P

A G&P é uma das maiores implementadoras de Soluções, Serviços Gerenciados e Projetos em Tecnologia Oracle.

Ao longo de vários anos de experiência na Implementação e Gestão dessas soluções, conta com uma equipe composta por arquitetos e implementadores de alto nível de conhecimento.

Fale com nossos especialistas clicando aqui.