Medida é fundamental, já que de acordo com pesquisa do instituto 58% dos CEOs enxergam crescimento como sua maior prioridade de negócios

O Gartner aponta que atingir competência em TI baseada em eventos será uma das três maiores prioridades para a maioria dos CIOs até 2020. Assim, definir uma estratégia digital de negócios baseada em eventos será chave para entregar a agenda de crescimento que muitos CEOs veem como prioridade.

“Event-driven architecture (EDA, ou arquitetura baseada em eventos) é uma tecnologia-chave para atingir esse objetivo”, diz Anne Thomas, vice-presidente e analista do Gartner. “Negócios digitais demandam respostas rápidas a demandas de negócios. Organizações devem ser capazes de responder e tirar vantagem de ‘momentos de negócio’. Esses requisitos de tempo real impulsionam os executivos de tecnologia a fazerem seu próprio software de aplicação baseado em eventos”, acrescenta a analista.

O instituto de pesquisas elenca as três principais estratégias que apoiarão as empresas na transformação dos negócios digitais:

1) Definir uma estratégia de negócios digitais centrada em eventos

Já que CEOs estão focados no crescimento por meio dos negócios digitais, CIOs precisam definir uma estratégia de negócios digitais centrada em eventos e articular o valor de negócio da EDA. De acordo com pesquisa do Gartner, 58% dos CEOs enxergam crescimento como sua maior prioridade de negócios.

Os CEOs alcançam crescimento adotando novos modelos de negócio, introduzindo novos serviços e produtos, expandindo para novos mercados e lugares, oferecendo serviços extras para clientes e roubando participação de mercado de seus concorrentes.

2) Usar tecnologias inovadoras baseadas em EDA para apoiar a transformação dos negócios digitais

“Processamento de eventos e Analytics têm um papel significativo em permitir que as organizações aproveitem um momento de negócio”, diz Anne.

Os eventos gerados pelos sistemas – clientes, objetos e inteligência artificial (AI) – devem ser digitalizados para que possam ser reconhecidos e processados em tempo real.

A EDA se tornará essencial para fornecer suporte à transformação até 2018. Isso significa que times de desenvolvimento e arquitetura de aplicação devem desenvolver competências de EDA agora para se prepararem para a demanda do ano que vem.

CIOs precisam identificar projetos atuais em que a EDA pode prover o maior valor para permitirem a adoção de inovações tecnológicas como microsserviços, a internet das coisas (IoT), AI, Aprendizado de Máquina, blockchain e Smart Contracts.

3) Modernizar portfólios de aplicação para apoiar a transformação dos negócios digitais

Um portfólio de aplicação preexistente pode ser um inibidor significativo para a transformação dos negócios digitais. Uma base de tecnologia dos negócios digitais deve suportar disponibilidade contínua, escalabilidade massiva, recuperação automática e dinamismo.

Aplicações de negócios digitais devem também utilizar tecnologias modernas para envolverem os consumidores. Além disso, precisam apoiar ecossistemas de negócios digitais, capitalizar momentos digitais e explorar AI e IoT.

“Modernizar os principais sistemas de aplicação leva tempo e poucas organizações estão em posição de migrar imediatamente para um novo sistema”, diz Anne. “Em vez disso, elas devem utilizar EDA para simularem seus esforços de modernização e gradualmente migrarem recursos enquanto implementam uma transformação digital.”

Fonte: Portal IT Forum 365 – clique aqui e acesse.