O conceito de computação cognitiva é empolgante e intrigante. Todos nós queremos saber: como isso vai fazer parte da minha vida ou como pode mudá-la? Quais são as consequências e as mudanças mais profundas dessa nova era cognitiva? Como o mundo está mudando?

As pessoas são capazes de estimar a idade de uma pessoa com alguma precisão, apenas olhando para uma foto. Máquinas agora também podem fazer isso. Já existem sites que a partir de uma foto, fazem uma estimativa da idade.

Esse tipo de recurso só é possível com computação cognitiva. Para ser mais preciso, nesse caso, com machine learning. Subindo um grande número de fotos com as idades corretas das pessoas em uma máquina, é possível treiná-la para reconhecer padrões e estimar a idade das pessoas.

Machine learning é a habilidade do computador aprender sem ser previamente programado para isso. Advindo do Machine Learning, temos ainda o Deep Learning, que consiste na criação de uma “rede neural” artificial para que a máquina tenha uma semelhança cognitiva com o cérebro humano.

O que esperar do futuro?

Por meio do Deep Learning, as possibilidades de processamento de informações para geração de dados foram ampliadas (junto com o tipo de dados que podem ser processados). A grande mudança que é apresentada por esse avanço tecnológico é a possibilidade de trabalhar com os dados que estão armazenados, sem necessariamente precisar do auxílio de um humano no processo.

Essa tecnologia já pode ser utilizada atualmente em algumas funções como o reconhecimento automático de fala, o reconhecimento de imagens, o processamento natural de línguas, análise de comportamento do consumidor, sistemas de veículos autônomos, descobrimento de drogas e toxicologia, entre outros avanços.

O Deep Learning é mais uma possibilidade tecnológica fascinante que pode implementar mudanças significativas no desempenho e performance de sua empresa. É claro que, respondendo à pergunta do título, as máquinas não podem pensar. A computação ainda está limitada a aprender baseada nos dados e resposta que nós fornecemos.

Esse tipo de aprendizado, no entanto, exige uma infraestrutura capaz de ler uma grande quantidade de dados não estruturados com muita velocidade e eficiência. Em um próximo post, vamos falar sobre como a infraestrutura, combinada com a plataforma de software de deep learning apropriada, pode ajudar seu negócio a gerar mais valor.

Fonte: Blog IBM – clique aqui e acesse.

Sobre a G&P

A G&P Projetos e Sistemas, com 28 anos de experiência no segmento de Tecnologia da Informação, se posiciona como provedora de tecnologia e ferramentas para aqueles que precisam tirar vantagens da inteligência artificial para maximizar seus negócios.

A parceria com a IBM é mais um exemplo dos diversos acordos bem-sucedidos da G&P para desenvolver as melhores soluções para seus clientes. A iniciativa prepara a companhia para atender à crescente tendência de adoção de soluções cognitivas, com um modelo que oferta valor agregado ao cliente.

Clique aqui e saiba mais sobre as nossas soluções cognitivas.

Caso queira mais informações sobre as nossa soluções, entre em contato conosco.