O crescimento da RPA - Robotic Process Automation

Os números não mentem, e muito menos a predisposição do mercado, com alta demanda por bots e robôs em geral visando a automação de processos repetitivos e mesmo a melhoria nos processos de fabricação e de contato com os clientes. De acordo com o Gartner, apenas a receita de softwares de Robotic Process Automation – RPA, alcançou globalmente um crescimento de 63,1% em 2018 com US$ 846 milhões e a previsão é atingir o US$ 1,3 bilhão este ano.

Globalmente, a venda de robôs industriais, por exemplo, de acordo com a previsão do International Federation of Robotics – IFR, deve atingir as 400 mil unidades em 2019 – constantes 10% de crescimento ao ano. Neste segmento, são importados pelo Brasil algo como 1,5 mil robôs industriais e a consultoria IDC prevê que o mercado local atinja os US$ 2,150 bilhões, catapultados pela constante robotização da produção de alimentos.

No entanto, mesmo com esses números e perspectivas, o mercado brasileiro ainda é pequeno e incipiente, embora esteja em franca expansão tanto em robôs industriais como em RPAs. Algo detectado pela alta demanda das empresas e pela busca por profissionais especializados, especialmente nos RPAs.

Se os projetos bem-sucedidos nas matrizes ou globalmente servem para impulsionar os investimentos brasileiros, a exceção é fica por conta dos bancos, segmento com capital local e que tem tradição de alto investimento em Tecnologia da Informação e Comunicações – TIC. “Começamos esse processo três anos depois dos Estados Unidos e mesmo alguns mercados europeus, porém estamos em expansão. A maioria dos grandes setores no Brasil, como serviços financeiros, telecomunicações, recursos naturais e industrial, começou a adotar a robótica, porém os projetos ainda estão nos estágios iniciais do ciclo de vida”, alerta Edmundo Costa, vice-presidente e gerente geral para a América Latina da Automation Anywhere.

É certo que a indústria brasileira já adotou robôs físicos e máquinas em geral para automação há um bom tempo. A vertente de utilização agora é voltada para os setores de serviços e comércio, ainda uma novidade, com os bots – robôs virtuais. Afinal, são poucas as empresas que exploram o uso de ferramentas de Inteligência Artificial – IA, e robôs para reduzir custos e aumentar a qualidade de seus produtos ou mesmo para aprimorar o atendimento aos clientes. Mas, apesar do atraso, caminhamos a passos firmes para que essas ferramentas se tornem regra.

A corrida apenas começou. Afinal, a perspectiva é que o crescimento do mercado de RPAs em 2019 fique nos 30% ou 40%, com grande potencial para dobrar no próximo ano.  Não é por acaso que existem estimativas que apenas o mercado global de RPA possa chegar aos US$ 100 bilhões até 2020.

De acordo com o McKinsey Global Institute, espera-se que a Automação e os avanços na Inteligência Artificial – IA, incentivem até 375 milhões de trabalhadores, ou cerca de 14% da força de trabalho global a se alinhar com essas tecnologias até 2030. Se isso não bastasse, a Robotic Process Automation é classificada como a terceira tecnologia que mais cresce no mercado de trabalho freelancer nos Estados Unidos, de acordo com uma pesquisa da Upwork.

Automatize os processos com RPA e multiplique a eficiência operacional da sua empresa

A RPA (Robotic Process Automation) é uma aplicação tecnológica que utiliza softwares robôs para substituir a ação humana, tanto em tarefas repetitivas ou operacionais. Com isso, o capital intelectual dos seus colaboradores poderá ser utilizado em atividades que contribuam para a inovação de qualquer empresa.

Nossos profissionais de RPA implementam soluções que permitem a redução de tempo do ciclo de atividades para trabalhar de forma ininterrupta.

Gostaria de mais informações sobre RPA ou como podemos ajudar a sua empresa na automação de processos? Clique aqui e entre em contato conosco.

Fonte utilizada: Portal InforChannel